Família Hylidae

Boana raniceps

(Cope, 1862)

Perereca-do-chaco, Perereca-chaquenha

Comum
Campos
Mata Ciliar
Mata de Galeria
Áreas Antrópicas
Ocorrência
Jan
Fev
Mar
Abr
Mai
Jun
Jul
Ago
Set
Out
Nov
Dez

Boana raniceps

(Cope, 1862)

Perereca-do-chaco, Perereca-chaquenha

Comum

Boana raniceps

(Cope, 1862)

Perereca-do-chaco, Perereca-chaquenha

Comum
Campos
Mata Ciliar
Mata de Galeria
Áreas Antrópicas
Ocorrência
Jan
Fev
Mar
Abr
Mai
Jun
Jul
Ago
Set
Out
Nov
Dez

Uma perereca de tamanho grande e corpo esguio e é a espécie mais abundante pertencente ao grupo albupunctatus. Está associada principalmente à áreas abertas, mas pode ser encontrados em vários tipos de habitats, utiliza brejo e lagos naturais ou artificiais, temporários ou permanentes, durante o período das chuvas. É encontrado em atividade reprodutiva em lagos e em área de pastagem. É bem tolerante a modificações no habitat. É uma espécie é bem distribuída na Amazônia mas está presente em praticamente todos os biomas brasileiros (menos nos pampas) e recentemente foi encontrada em áreas abertas no bioma Mata Atlântica, no estado de São Paulo. Pela sua grande distribuição pelo Brasil, é uma espécie que não possui relações diretas com nenhum tipo de ameaça e possui populações bem estáveis.

Diagnose

Possui coloração dorsal em tons de marrom-claro ao amarelo-pardo, com ou sem um padrão de faixas transversais irregulares de cor marrom mais escura que a cor geral do dorso, também presentes nas coxas e tíbias. Possui uma linha de coloração marrom-escuro que se inicia no focinho e segue contornando a prega supra-timpânica e possui a maxila inferior de cor branca. Possui um tímpano grande, sendo este metade do tamanho do olho.

Bibliografia

  • Brasileiro CA, Lucas EM, Oyamaguchi HM, Thomé MT, Dixo M. Anurans, Northern Tocantins River Basin, states of Tocantins and Maranhão, Brazil. Check List. 2008 Jun 1;4(2):185-97

Anfíbios dos Veadeiros

  • Anfíbios dos Veadeiros

Um projeto batráquio!